sexta-feira, 24 de março de 2017

Livro de Cabeceira: Yaqui Delgado quer quebrar a sua cara-Meg Medina



Sinopse: Uma garota surge de repente no caminho da adolescente Piddy Sanchez para avisa-la de que Yaqui Delgado vai acabar com ela. Piddy acabou de mudar de escola e nem faz ideia de quem seja Yaqui, muito menos do que pode ter feito de tão errado para apanhar. Mais Yaqui sabe quem ela é, e a odeia.
Piddy Sanchez não tem descanso. Ser filha de uma imigrante cubana nos Estados Unidos e crescer sem pai já era bem difícil sem ter alguém a odiando. No ensino médio da nova escola, seu corpo atraente desperta tanto os olhares dos meninis quanto o da esquentada Yaqui, que começa atacando a novata com ameaças cruéis, mas demostra ser capaz de muito mais que isso, tornando a vida de Piddy um verdadeiro inferno dominado pelo medo. 
Denunciar Yaqui não é uma opção. 
Fugir não adianta. 
O importante agora é sobreviver.

             Esse é um daqueles livros que você olha a capa e não da um centavo por ele, ai o titulo meio que te faz pensar no típico clichê escolar do "Te pego na hora da saída". Já vimos isso em vários filmes, séries e novelas, não é mesmo?
             Posso até apostar que a maioria já viu isso na vida real, quem nunca se viu no meio de uma rodinha de pessoas gritando:
             -Briga! Briga! Briga!
            A questão é: O que fazer quando você está dentro dessa rodinha e é a pessoa que vai apanhar?
            Acho que pra quem já passou por essa situação a resposta é bem óbvia: Bater ou apanhar sem fazer nada. 
            Bem comecei lendo o livro despretensiosamente, achando que não ia gostar, mais logo de cara já identifiquei com a Piddy aluna transferida, sem muitos amigos na nova escola, tentando ser invisível, uma mãe que trabalha demais para ter tempo para notar que você não está se adaptando a nova vizinhança e a escola.
           O livro é narrado do do ponto de vista da Piddy, do medo constante que ela sente depois da ameaça. Ela não faz ideia de quem seja á garota que quer bater nela e nem o motivo por que ela quer fazer isso. O desespero crescente  faz com que sua vida escolar se torne desgastante, ela já não consegue ir bem nas aulas e ao mesmo tempo não sabe como contar para mãe o que está acontecendo.
          Eu sei que tem vários livros sobre bullying por ai, mas, a maioria ou é sobre alguém simplesmente resolveu promover uma matança na escola ou sobre alguém que não suportou e acabou dado fim a própria vida.
         Nesse livro podemos ver uma jovem comum, de família humilde, que nem mesmo conheceu o pai tentando não só lidar com os problemas familiares, como também com os problemas escolares e as crises existenciais
           E se a pior garota do colégio não for com a sua cara?  O questionamento chave do livro é esse. A gente começa a refletir sobre os motivos que levam Yaqui a querer agredir Piddy, e aí também entra a questão da falta de sororilidade, uma vez que o principal motivo é o namorado de Yaqui ter olhado pra bunda de Piddy, logo após vem o ódio, mas esse ódio não é de Piddy, esse ódio que ela sente é do mundo.
Ao fim vemos Piddy finalmente sendo agredida e tentando esconder isso da mãe, até que chega ao ponto que ela começa a faltar na escola, e quantas pessoas nós não conhecemos que já faltou na escola devido a brincadeiras sem graça? As agressões? Ou até mesmo pelo fato de sentir-se excluído.
O medo da Piddy é palpável e angustiante ao ponto de em alguns momentos parecerem que ela vai começar a ter crises de ansiedade, ela começa a mudar o comportamento e a postura pra tentar parecer forte e dizer que não tem medo, mas anda assustada pela rua.
O momento mais marcante é quando finalmente ela consegue conversar com a mãe e toma coragem de denunciar os abusos sofridos ao mostrar o vídeo de sua surra ao diretor. No final vemos a Piddy mudando de escola e tentando começar novamente, mas, dessa vez com o apoio da mãe.
Esse livro mexeu comigo, me fez refletir sobre quantas vezes nos omitimos por medo ou por achar que não é problema nosso, quando na verdade essa omissão pode ceifar vidas. Acredito que todo mundo que já sofreu bullying vá conseguir se identificar muito com o livro.
            Foi um livro que me agradou bastante e que surpreendeu muito, no momento que comecei a ler só larguei quando terminei, recomendo pra quem quer um livro sobre o tema que não termina em morte. 



Image Map

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...