quarta-feira, 26 de junho de 2013

Livro de cabeceira: Toda Sua- Sylvia Day(+18)


“Ele me possuiu e eu fiquei obcecada”

Sabe não tem aqueles amores que começam de uma forma para lá de louca e você não sabe se é real ou não, pois bem Toda Sua começa assim.
Seguindo a mesma linha que Cinquenta Tons, a autora faz com que Toda Sua se torne um livro gosto de se ler com uma protagonista submissa e um homem amargurado... Ok, as igualdades terminam ai, porque a protagonista tem uma língua afiada e é cheia de insegurança o que te faz às vezes ficar com raiva dela mais depois você vai começando a entender o lado dela e temos um protagonista mais quente que Christian Grey, um homem insaciável e completamente apaixonante... Tem como eu conseguir um Gideon por ai ou eu vou ter que ir para New York?
A historia é completamente quase igual a todas as historia de romance.
Mocinha conhece Mocinho e se sentem atraídos.
Depois fazem suruba na limusine.

“Quero conhecer você por inteiro, o lado bom e o lado ruim, e você se esconde de mim.”

Quando comecei a ler foi porque eu ainda me encontrava no clima Cinquenta Tons e não estava a fim de ler um livro normal, ou seja, aqueles de adolescentes, então no meio de um surto literário eu acabei escolhendo Toda Sua e lhes digo não me arrependo de ter lindo, porque foi o primeiro livro que eu li em três dias com o ar ligado no Maximo(Ok, não foi o primeiro, mais foi o primeiro publicado no Brasil) enquanto eu ficava  suspirando como uma adolescente apaixonada...Ai,ai,ai, cadê meu Gideon da vida?
Eva é o tipo de mulher que foge quando as coisas não estavam do jeito que ela gosta, então porque continuar ali se as coisas vão piorar, não é?Mais quando ela Conhece Gideon as coisas parecem não terem importância, ela só tem olhos para aquele homem frio e serio que a faz sentir as coisas mais estranhas lá em baixo.
Gideon é o tipo de homem que é o consumo que toda mulher quer ter, alem de lindo é rico, serio e é claro um Dom, um tremendo puto Dom que possui a pegada que merece o Oscar das pegadas.
E esses dois são fogo, fogo liquido porque nunca vi um casal tão sem vergonha como eles...Talvez em To commad and collar.
O casal sempre parece que ama uma briga, porque a reconciliação depois da briga é digamos a lá Dom e submissa.
Eu amei a forma como a autora tratou de expressar os medos e as inseguranças dos personagens que os fazem parecerem mais humanos, é claro que dá aquela vontade de matar a Eva ou o Gideon às vezes mais fazer o que, você acaba se apaixonando pela historia de duas pessoas completamente quebradas que tentam se consertar.
Eu posso dizer com todas as palavras que Toda Sua é mais bem escrito que Cinquenta Tons tanto pelas cenas de sexo mais quentes como pelos personagens que me parecem mais vivos, sabem?

“-É possível duas vitimas de abuso tenham uma relação romântica saudável?
-Perfeitamente- Sua resposta imediata e convicta permitiu que eu voltasse a respirar.”

Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...