Livro de cabeceira: Dizem por ai da Jill Mansell


 

Bem, o que posso dizer sobre esse livro?
Hilário, maravilhoso e super moderno.
O livro é supre gostoso, foi que nem saborear um chocolate cacau show... Delicioso a ponto de eu o ler em quase 34 horas, serio!
Eu não conseguia mais parar de ler, era como se o livro me puxasse... Oh, meu deus! O anel de Frodo (Ok, eu acho que passei muito tempo com fanático por Senhor dos Anéis).
Podemos dizer que o que você faria se chegasse a sua casa e não encontrasse mais as suas coisas? Acharia que foi um ladrão?
Bem, a pobre e coitada Tilly também poderia achar que era um ladrão, mais ela sabe que foi o seu ex-namorado somente retirando suas coisas da casa para ir para a casa dos pais.
E se não bastasse isso, Tilly se descobre... Digamos feliz por ter se livrado do seu namorado.
Já eu com certeza ficaria comendo chocolate por um dia inteiro e no dia seguinte estaria fazendo caminhada por três horas sem parar e chegaria em casa que nem uma morta, mais depois viveria a minha vida bem.
Tá, voltando.
Você quando começa a ler, já sabe que não vai conseguir parar de ler, eu até me senti tentada diversas vezes a ler o final só para saber o que vai acontecer... Ah, serio, eu quase me corroía por dentro de curiosidade... O que vai acontecer?
Tilly é que nem qualquer mulher com medo de se machucar e por isso faz com que seus namorados terminem com ela porque para ela seria uma tarefa meio que difícil, por isso ela prefere a sua famosa zona de segurança... Ou seja, nada que possa me machucar!
Cansada e a procura de novos ares, Tilly decide visitar sua amiga Erin num vilarejo calmo e seguro... Era isso que ela pensava, mais o vilarejo é regado de escândalos, boatos e todos envolvendo o lindo e sexy Jack.
Todos nos gostamos às vezes de uma fofoca, não é?
Sendo que não envolva a nossa vida pessoal, obrigada!
Mais se for de outra pessoa... Hum, deve ser bem mais interessante do que a nossa, não é?
E Dizem por ai é como se estivéssemos lá, eu me sentia como qualquer outra mulher tricotada (Ou seja, fofocando) sobre a vida amorosa de Jack... Serio, eu me sentia meio que... Uma GossipGirl.
A leitura vai fluindo e quando você se dá conta, começa a pensar que talvez aquilo possa já ter acontecido com você... Quem é que nunca teve sua vida amoroso sendo assunto até se deixar do Papa Francisco?
E a historia também tem assuntos que devem ser tratados hoje em dia como fofocas e preconceitos.
Só posso dizer que se você ler esse livro com certeza vai querer ficar lendo o dia inteiro com uma xicara de café ou chá (Se você é que nem eu, e não sabe o que beber, beba Coca-Cola!) e quando acabar vai ficar com aquela vontade de ter um Jack Lucas para si... Hum, será que aqui em Cuiabá tem um Jack?
Eu não conseguia parar de rir em certas cenas.
Ri até dentro do ônibus, o que fez com que muita gente ficasse me olhando porque onde já se viu uma jovem rir por causa de um livro?
O livro foi escrito com uma escrita leve e engraçada que faz com que a gente não fique entediado e sim curiosos para saber qual vai ser a próxima loucura que Tilly vai aprontar.
Amei a Tilly, adorei a Lou e me apaixonei pelo Max e pelo Jack... Sendo que o primeiro é gay e o segundo é um comedor de mulhe... Osp é um mulherengo.
Sabe, nunca pensei que eu fosse gostar de um livro não ficção, mais esse com certeza me fez ter certeza de que eu ficaria dia e noite lendo sem parar.
E olha que eu fiquei mesmo!

Sinopse:

O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno.
                                                                
                                                                                

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Seu Blog Aqui - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo