quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Travessuras da menina má!- Mario Vargas Llosa.

 
 
 


 
 
 
 
Bem, o que eu posso dizer sobre esse livro?

Tá legal, eu fui mais pelo titulo do que pela historia em si, mais logo depois a historia me pegou de jeito (Ai, estou começando achar que só tem caubói nesse blog! Kkkkk), é um livro admirável que me seduziu somente no segundo capitulo, porque a leitura é meio cansativa, mais depois... Meu Deus, você não consegue mais largar até ver no que essa historia vai dá.
Como é que a historia vai acabar? Quem é na verdade a menina má? Como ele é tão burro... Minha opinião é claro!
E quando se dá conta você já devorou o livro com direito a uma paradinha para tomar um sorvete como se estivesse em Paris (A imaginação às vezes é tão linda!) #O... Ás ideias!
A historia vai te fascinando pelos cenários como a Paris revolucionaria (Queria ter vivido nessa época! KKKK) dos anos 60(O.k , talvez eu queria, mais por favor não me obrigue a usar aquelas calças horrorosas....Miedo!),a Londres das drogas, a cultura hippie e o amor livre dos anos 70 (E da AIDS, não podemos esquecer), a Tóquio dos grandes mafiosos (Yakuza?)e a eterna Madri dos anos 80.
Enquanto eu lia o livro, me deu uma vontade de fazer uma viagem para Paris e poder tomar um sorvete no Saint-Germain-de-Prér e todos os lugares descritos no livro.
Posso dizer que Travessura da menina má mereceu o Premio Nobel de Literatura, não só porque  historia é fascinante, mais porque o autor soube tratar tão bem sobre o amor, que com certeza fará com que você queira um amor aventurado com a do “Menino bom” com a “menina má” (Eu quero! Por favor, se não for pedir demais,kkk).
Só não espero que alguém ai de uma de menina má e se envolva com o chefe da Cazuza, pelo amor de Deus, não faça isso!
Bem, como sempre sou boazinha (Babi: Tá, eu sei, pode rir!), decidi fazer um pequeno teste para você saber se você é um (a) menino (a) bom (a) ou um (a) menino (a) mau (á), então vamos ao pequeno teste.

1-você nunca diz seu nome verdadeiro para desconhecido, nem mesmo sobre tortura?

2-Não tem medo de descobrirem que você não disse seu nome de verdade?

3-Fala para um cara ou garota apaixonado por você: Fale aquelas coisas bregas de homem (Mulher) super-mega- apaixonado (a).

Se você se viu em pelo menos duas dessas afirmações, sim se considere um menino ou uma menina má e vá viver a vida, baby!
 
Sinopse:
O peruano Ricardo vê realizado, ainda jovem, o sonho que sempre alimentou - o de viver em Paris. O reencontro com um amor da adolescência o trará de volta à realidade. Lily - inconformista, aventureira e pragmática - o arrastará para fora do pequeno mundo de suas ambições. Ricardo e Lily - ela sempre mudando de nome e de marido - se reencontram várias vezes ao longo da vida, em diferentes cidades do mundo que foram cenários de momentos emblemáticos da História contemporânea. Na Paris revolucionária dos anos 60; na Londres das drogas, da cultura hippie e do amor livre dos anos 70; na Tóquio dos grandes mafiosos dos anos 80; e na Madri em transição política dos anos 90. Assim, ao mesmo tempo em que conta a história de um amor arrebatador, Travessuras da menina má traça um quadro vigoroso das transformações sociais européias e convulsões políticas da América Latina. Muitas das experiências de vida de Vargas Llosa aparecem aqui, por meio de seus personagens - os tempos de penúria em Paris, seu trabalho como tradutor, sua simpatia pela revolução cubana e a ligação permanente com seu país de origem, o Peru. Criando uma tensão entre o cômico e o trágico, numa narrativa ágil, vigorosa e terna, que conduz o leitor nesta dança de encontros e desencontros, Mario Vargas Llosa joga com a realidade e a ficção para contar uma história em que o amor se mostra indefinível, senhor de mil faces, como a menina deliciosa e má.


                                                                                               
 

2 comentários :

  1. Babi, eu nunca li nada do Llosa e tenho muita vontade. Preciso fazer isso logo, esse livro me parece ótimo pra começar.
    Quero muito!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. No inicio ele é meio cansativo, mais depois parece que ele te prende.
    Eu amei, acho que foi um dos melhores livros que eu já li.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...